Clinimex - Medicina do Exercício
Rua Siqueira Campos, 93 - Salas 101-103 - Copacabana - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22031-071
Quem Somos Serviços Onde Estamos Perfil do Cliente Perguntas e Respostas Fale Conosco
 
 
Serviços
 
Teste Cardiopulmonar de Exercício Máximo

Freqüentemente denominado de teste de esforço, teste ergométrico ou ergometria, o nosso procedimento é bastante completo, incorporando a análise de gases expirados aos componentes de circulação e metabolismo.

Inicialmente, define-se o equipamento que será utilizado para o teste, podendo ser:

1. cicloergômetro de membros inferiores ou;

2. cicloergômetro de membros superiores ou;

3. esteira rolante ou;

4. remoergômetro.

A seguir, estabelece-se, com base em dados clínicos e morfológicos, as características do protocolo a ser executado, isto é, como será incrementada a intensidade do esforço, seja através da carga (ciclo) ou da velocidade e/ou da inclinação (esteira).

Normalmente, segue-se uma estratégia de protocolo em rampa (pequenos incrementos em intervalos muitos curtos). A finalidade da individualização do protocolo e do ergômetro é conseguir um teste que efetivamente responda aos objetivos e questões propostas para qualquer tipo de cliente, seja atleta ou senhora de idade recém-infartada, visando alcançar o esforço máximo entre 8 e 12 minutos.

Todos os testes são realizados com medidas e análises diretas de gases expirados, de modo a medir continuamente o consumo de oxigênio, a produção de gás carbônico e a ventilação pulmonar, além de permitir a identificação do ponto ótimo cardiorrespiratório e dos limiares ventilatórios (anaeróbico e ponto de compensação respiratória).

Em adendo, são ainda monitorizados o eletrocardiograma e a saturação arterial de oxigênio e medidos a cada minuto a pressão arterial e a sensação de esforço (escala de Borg). Este teste permite ainda medir a economia do movimento ou indiretamente, a eficiência mecânica naquele gesto motor, possibilitando otimizar a técnica de corrida ou pedalada do atleta.

Com esta metodologia, não há necessidade de estimativas de condição aeróbica – normalmente acompanhadas de um erro de até 20% – já que o consumo de oxigênio é efetivamente medido. Pode-se ainda, a partir do limiar anaeróbico, traçar uma programação de exercício físico individualizada e cientificamente fundamentada.



< voltar

 
 
 
Onde Estamos
Onde Estamos
 
Depoimentos
Depoimentos
 
Links e Downloads
Links e Downloads
 
 
Newsletter
 
 
Rua Siqueira Campos, 93 - Salas 101-103 - Copacabana - Rio de Janeiro - RJ - Cep: 22031-071