Blog





Mais um artigo científico na longa parceria científica entre os pesquisadores da CLINIMEX e da Stanford University/Veterans Affairs Palo Alto Health Care System. Com a participação ativa da Dra. Christina Grüne de Souza e Silva – médica e diretora de relacionamento da CLINIMEX – foi possível caracterizar que a incidência de fibrilação atrial em homens de meia-idade aumenta com o excesso de peso e principalmente com a obesidade e que, informação bastante original e clinicamente relevante, que níveis mais altos de aptidão física aeróbica tendem a contrabalançar o impacto do excesso de peso e reduzem a chance futura de desenvolver fibrilação atrial em homens. Quando comparados os quartis extremos de aptidão aeróbica, os mais aptos tinham aproximadamente a metade da chance de virem a desenvolver fibrilação atrial. Take home message – em homens de meia-idade com excesso de peso e obesidade manter níveis altos de aptidão física são altamente protetores em relação à fibrilação atrial.




COMPARTILHE:


< voltar