Blog





Apesar de evidência crescente relacionada aos benefícios da atividade física regular para a saúde, 47% dos brasileiros com idade maior ou igual a 18 anos não atingem os níveis mínimos de atividade física recomendados, ou seja, 150 minutos de atividade física de média intensidade por semana. E este cenário é ainda pior entre as mulheres, em que a prevalência de inatividade física é acima de 50%. 


No Dia Internacional da Mulher, resolvemos postar informações sobre a importância da atividade física regular na vida das mulheres em algumas situações específicas:


- Período gestacional: se o cenário de inatividade física já é preocupante nas mulheres em geral, na gravidez ele é ainda pior. Estima-se que menos de 20% das mulheres brasileiras atinjam os níveis de atividade física recomendados durante a gravidez, e, com o avançar das semanas gestacionais, as mulheres vão se tornando cada vez menos ativas. Em 2019, a Sociedade Canadense de Obstetrícia e Ginecologia publicou uma diretriz que enfatiza os benefícios relacionados à atividade física regular tais como: redução do risco de diabetes gestacional, hipertensão gestacional e pré-eclâmpsia, depressão, ganho excessivo de peso, e complicações referentes ao recém-nascido. Além disso, a diretriz traz informações práticas sobre como praticar atividade física com segurança no período gestacional. Para ler a diretriz na íntegra, acesse o link: https://bjsm.bmj.com/content/bjsports/52/21/1339.full.pdf


- Câncer de mama: o câncer de mama é o câncer mais frequente entre as mulheres (excluindo-se o câncer de pele). Em 2018 no Brasil, mais de 85 mil casos novos de câncer de mama foram diagnosticados e quase 19 mil mulheres faleceram devido ao câncer de mama. Recentemente, a revista British Journal of Cancer publicou um estudo sobre a associação entre atividade física e este tipo de câncer. Foi observado que mulheres com níveis mais altos de atividade física apresentavam um risco menor de desenvolver câncer de mama tanto no período pré-menopausa quanto no período pós-menopausa. Para maiores informações sobre o assunto, acesse o link:


https://www.nature.com/articles/s41416-019-0700-6.pdf


- Doenças cardiovasculares: as doenças cardiovasculares continuam sendo a principal causa de óbito entre as mulheres, e dados recentes mostram uma estagnação da queda da incidência e da mortalidade por doença arterial coronariana, especialmente entre as mulheres com menos de 55 anos de idade. A inatividade física é um dos fatores de risco mais importantes para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Além disso, a prática regular de atividade física é capaz de melhorar outros fatores de risco cardiovasculares, tais como, melhora do controle glicêmico, da pressão arterial, da dislipidemia e do peso corporal, redução do risco de fatores específicos da mulher como aqueles relacionados à gestação, e redução do risco de câncer de mama, cujo tratamento pode levar ao aparecimento ou agravamento das doenças do coração. Maiores informações sobre o assunto podem ser encontradas em: https://www.ahajournals.org/doi/epub/10.1161/CIRCRESAHA.116.307547


Se você ainda não começou a praticar atividade física regularmente, aproveite este dia para iniciar. Nunca é tarde para buscar saúde.




COMPARTILHE:


< voltar